Fala galera, fãs de HQ's sejam bem vindos ao nosso mundo!

7 de dezembro de 2018

'Stephen Amell de Arrow em "Elseworlds" e canalizando seu Barry Allen interior

12:00 Posted by Alberto Sonoda No comments
A CW é famosa por fazer um enorme crossover de super-heróis envolvendo os shows da Arrowverse por anos. O esforço deste ano é chamado de " Elseworlds " , e se concentra em misturar personagens de The Flash , Arrow e Supergirl , com alguns rostos novos e empolgantes (Batwoman e Lois Lane!). Aqui está uma rápida olhada no que esperar 
Parte 1:
“Quando Barry Allen e Oliver Queen acordam uma manhã e percebem que trocaram de corpos um com o outro, os dois partiram para descobrir o que perturbou a linha do tempo para causar tal mudança. No entanto, as coisas rapidamente vão de mal a pior quando apresentam seu caso ao Team Flash e a turma não acredita nelas. Barry e Oliver percebem que precisam da ajuda de Supergirl e viajam para Smallville na Terra 38, onde acabam conhecendo a prima de Kara, Clark Kent ( Tyler Hoechlin ), e a repórter intrépida Lois Lane ( Elizabeth Tulloch ). ”
Durante uma recente visita ao set de Arrow , a estrela da série Stephen Amell seabriu sobre o crossover e sobre o que ele mais se empolgou.


PERGUNTA: Sabemos muito sobre o crossover de suas mídias sociais, então obrigado por isso.
STEPHEN AMELL: Agora, a propósito, eu não estava me desonrando. Tudo isso foi projetado com base no cronograma de produção e na quantia que publicamos nas ruas em público. Sempre pensamos que é melhor para nós mostrar às pessoas antes de verem uma fotografia granulada. Então, acredite em mim quando digo que tudo foi planejado.
PERGUNTA: Nós definitivamente sabemos muito mais sobre o crossover do que nos anos anteriores, então isso é emocionante.
AMELL: Você embora? (Riso)
PERGUNTA: Como foi para você se tornar o Flash, depois de todos esses anos sendo apenas o Arqueiro Verde?
AMELL: Ah, foi o máximo, não sei se o chamaria de o mais recompensador, mas foi o mais divertido que tive, talvez até mesmo, durante o show.
Tanto do que senti porque Grant eu tinha uma discussão muito cedo. Grant [Gustin] e eu nos vimos no jantar ontem à noite, porque os executivos da CW estão aqui para a festa do 100º episódio do The Flash e do Supernatural 500th episódio e foi estranho porque Grant e eu, depois de passarmos cada minuto juntos a melhor parte de um mês, nós não nos víamos há 10 dias. Foi como, "Como você está?" Eu me diverti muito, mas tivemos a discussão muito cedo que se isso fosse funcionar, nós realmente teríamos que ir em frente, certo?

Então, há elementos, porque ele tem minhas habilidades aprendidas e seus superpoderes, há elementos da personalidade um do outro que cada um de nós tem que abraçar para ter sucesso na missão que está diante de nós. Então, de vez em quando, eu canalizo meu Barry Allen interior e estou olhando para Grant depois da fita dizendo: “É demais agora?” Nós nos divertimos muito. Eu acho que a passagem deste ano, mesmo que não tenhamos tantos personagens DC como fizemos no ano passado, parece a primeira vez, ou no mínimo, o melhor exemplo de nós apenas abraçando a diversão todos e abraçando todas as oportunidades que temos por causa de todas as coisas que tivemos a chance de construir ao longo dos anos.
PERGUNTA: Você pode nos dizer como se sentiu com a Batwoman sendo introduzida no Arrowverse?
AMELL: Fantástico Foi ótimo. Você sabe, a ideia de irmos para Gotham City foi realmente emocionante, e conseguimos fazer algo que eu nunca fiz. Eu nunca filmei o show em nenhum lugar além de Vancouver, então para ir a Chicago e fazer tudo isso, foi incrível. Ruby (Rose / Batwoman) é fantástico. Eu acho que ela vai fazer muito bem e você sabe, eu sou toda para expandir o universo, certo? Toda vez. Sempre. Não há nenhum cenário em que eu vá, "Não, obrigada". Quero dizer, eu definitivamente tenho que filmar em sets em Gotham City, Star City, Central City e Earth 38, e em algum lugar que eu não posso explicar adequadamente. Eu nunca pensei que isso aconteceria.
Parte 1 do crossover “Elseworlds” vai ao ar no domingo, 9 de dezembro th na CW.

6 de dezembro de 2018

Batman – Diretor de Aquaman tem ideia para filme bem diferente do herói!

18:00 Posted by Alberto Sonoda No comments

A estreia de Aquaman está cada vez mais próxima, então é natural que o diretor James Wan esteja dando mil entrevistas para os mais variados veículos para promover o filme. E é nessas entrevistas que, de vez em quando, a gente tem algumas surpresas.

Ao ser perguntado sobre que outro filme de super-herói ele gostaria de ter dirigido, o diretor foi categórico: o Batman seria a melhor opção, mas com uma pegada de horror.

Ele disse, ao site Heroic Hollywood:


“No passado, como a maioria das pessoas, em amava a ideia de dirigir um Batman, mas uma versão de terror. Essa seria uma fantasia minha em potencial, mas eu sinto como se já tivessem feito versões demais dele. Mesmo assim, eu amo a ideia de fazer um Batman bem assustador. Acho que seria realmente legal.“

James Wan é um diretor versátil, já fez filmes de terror, ação e agora encara o desafio de dirigir o primeiro longa do Aquaman. Então, a ideia de como ficaria um Batman de terror comandado por ele é, no mínimo, curiosa.

Abaixo, você confere imagens do filme na nossa galeria:


















Liga da Justiça – J.K. Simmons espera poder interpretar o Comissário Gordon novamente!

12:00 Posted by Alberto Sonoda No comments

O excelente ator J.K. Simmons foi elencado para viver o Comissário Gordon do Universo DC nos cinemas. Uma escolha acertada, dado o calibre profissional de Simmons, que já venceu um Oscar por sua interpretação em Whiplash e cativou audiências sendo J. Jonah Jameson nos primeiros filmes do Homem-Aranha. O problema? Simmons teve pouquíssimos minutos de tela como o Comissário em Liga da Justiça. Ainda assim, o intérprete espera poder voltar logo ao papel de Gordon.
Em entrevista ao Den of Geek, J.K. Simmons pontuou suas expectativas de retorno ao papel de Comissário Gordon:
“Espero fazer mais do Gordon e, nos contratos, estou compromissado em fazer mais Gordon. É uma questão de em que filme isso vai ser, seja em Batman ou outro Liga da Justiça, ou outro filme do Universo DC no qual veremos Gordon novamente. Mas estou otimista de que isso vai acontecer novamente.”
Alguns dias atrás, em outra entrevista, Simmons havia comentado seu possível retorno ao papel do Comissário de Gotham:
“Nada mudou. Existem conversas acontecendo, mas eu não irei torná-las públicas. Até onde eu sei, não existe uma oportunidade no futuro imediato, para que eu interprete o Comissário Gordon, mas eu continuo otimista para que isso vai acontecer novamente.”
E você, compartilha do otimismo de Simmons? Será que realmente veremos mais do Comissário? Comente!
Enquanto isso, fique com imagens de Aquaman, próximo lançamento da DC nos cinemas:




5 de dezembro de 2018

The Flash – John Wesley Shipp, o Flash dos anos 90, reflete sobre sua carreira como o Velocista Escarlate!

18:00 Posted by Alberto Sonoda No comments
 John Wesley Shipp atuou como Flash em uma série live-action para TV há cerca de quase trinta anos atrás. O seriado durou de 1990 até 1991, porém, mesmo com sua curta estadia na televisão, conquistou diversos fãs. Agora, o ator refletiu sobre sua carreira como o Velocista Escarlate.
A série da CW sobre o Flash chega em seu centésimo episódio hoje, contando com a participação especial de Shipp. Em entrevista ao ComicBook, Shipp, que aparece em alguns episódios da série como Jay Garrick, falou sobre a carreira de Grant Gustin, comparando-a com a sua:
“Falo pras pessoas, levei 28 anos para chegar em 100 episódios, e levou para Grant apenas quatro anos, então acho que sabemos quem é o homem mais rápido vivo.”
Shipp também falou sobre a brevidade da série em que protagonizou, se alegrando por ainda ser reconhecido pelo papel que interpretou:
“Ainda me surpreende que uma temporada de uma série que fizemos 28 anos atrás ainda conversa tanto com os fãs do gênero. Estou feliz que ninguém me contou [o impacto que a série teria] 28 anos atrás ou eu poderia não ter conseguido ir em frente. Mas pensando nesta perspectiva de que fiz isso, vendo as reações de todos, isso enche meu coração.”
Shipp se tornou um dos maiores defensores da série da CW, admitindo ter grande empatia pela performance de Gustin:
“Vou te falar, é parcialmente um presente dos produtores que eles tenham me trazido de volta em um papel paterno [o ator também viveu o pai de Barry Allen no começo do seriado]. Não acho que seria a mesma coisa se eu voltasse como Jay Garrick [para o especial]. Não estou totalmente certo, ainda que eu, provavelmente, teria aceitado de cara. Pular em outro traje de super-herói nos bastidores com um bando de gente com 20 e poucos anos, na minha idade, todos esses anos depois, me deem um tempo. Mas existiu algo em me ligar à psicologia de Grant desde o primeiro episódio. Ele sabia que eu era o Flash, e eu sabia, ou tinha um palpite, de quais eram suas inseguranças e esperanças e sonhos indo em frente. Fui chamado de volta e isso me fez investir no sucesso dele. Sempre fui um fã [do personagem] […] 24 anos representando o Flash é muito tempo, mas me fez investir em uma maneira muito pessoal, e eu não podia estar mais feliz.”
E aí, empolgado para ver Shipp no centésimo episódio de Flash? Comente!
Confira nossa galeria de Elseworlds, crossover da CW do qual Shipp participará: