Fala galera, fãs de HQ's sejam bem vindos ao nosso mundo!

28 de fevereiro de 2019

'Green Book', o pior vencedor do Oscar nos últimos 14 anos

19:11 Posted by Alberto Sonoda No comments



A história dos Oscar é rica em erros históricos. Stanley Kubrick perdendo melhor direção por "Laranja Mecânica" para William Friedkin, Hitchcock perdendo por "Um Corpo Que Cai" para o musical "Gigi", "O Resgate do Soldado Ryan", de Spielberg, perdendo para um filme do diretor John Madden; e Fernanda Montenegro em "Central do Brasil" perdendo para Gwyneth Paltrow de "Shakespeare Apaixonado".


Mas há um consenso de que o maior do "micos" que a academia já pagou foi ter dado o Oscar de melhor filme a "Crash", há 14 anos. Escândalo consumado, correu-se atrás para que não se repetisse o problema. De fato ele parecia impossível de acontecer. Até a última madrugada, quando "Green Book" entrou para a história como o pior filme premiado desde Crash.


Mas a história faz justiça. Se, na época, "Crash" contava com defensores, como há os de "Green Book", o tempo revela o valor de um filme. Hoje ninguém mais lembra de "Gigi", ou sabe quem foi John Madden, ou lembra de "Crash". Com "Green Book", no ano que vem, ocorrerá o mesmo.


Mas como aconteceu novamente? Como um filme travestido de antirracista, e absolutamente racista, pôde enganar muita gente? E isso mesmo após os escândalos que se seguiram, com a família do personagem negro do filme estar processando os produtores por calúnias e mentiras. E também com o ator Mahershala Ali, já estigmatizado pela indústria como ator-para-personagens-negros-gays, publicamente pedindo desculpas à família do músico de jazz que ele interpreta no filme, Dr. Don Chealey.


Como aconteceu novamente? É o que se perguntam, desde a manhã desta segunda-feira, veículos especializados em consonância com esta coluna, como o Los Angeles Times. Abaixo, listo eu mesmo alguns dos motivos.


"Green book" é, na linguagem contemporânea, um filme "passa-pano". E, infelizmente, adoramos passar um pano. Brancos não costumam perceber filmes antirracistas disfarçados. Simplesmente porque não são negros. É querer fazer com que um homem entenda a extensão de uma cólica menstrual.

0 comentários:

Postar um comentário

Não deixem de comentar, galera. Sua opinião é importantíssima para o crescimento do nosso universo!